quarta-feira, 21 de outubro de 2009

...lusco-fusco



Abre-se a madrugada,
sob a quimera
resplandecente
da aurora
ainda adormecida,
ao sorriso
que derramas
inebriante,
sobre mim.

3 comentários:

impulsos disse...

Imagem lindíssima que ilumina um pequeno e não menos belo poema feito de um flash captado num instante maravilhoso, ao nascer de mais um dia.

Beijo

Um Olhar disse...

...ao sorriso
que derramas
inebriante,
sobre mim"...

Sensibilidade de uma escrita encantadora! Adorei!

Bjo
Fatima

Mariana Josceni Treska disse...

Poemas fantásticos, curtos, diretos e estrondosamente significativos. Parabéns