sábado, 18 de julho de 2009

Aquele último olhar...


No murmúrio silencioso

Daquele último olhar…

Estranha sensação,

Inexplicável presságio

Naquele último olhar…

Despedi-me de ti, avô,
no abraço interminável
daquele último olhar…

1 comentário:

Pétala disse...

"Despedi-me de ti, avô,
no abraço interminável
daquele último olhar…"

Não sei, garanto-te que não sei o que te dizer. Mas não penses que li e virei costas, que é impossivel, meu Deus!, é impossivel..
Queria que soubesses que me interessam os perfumes que tocam no coração, e este tocou.
Guarda-o bem com as memórias mais quentes...

Abraço