segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Na Fúria do Nós


Na antecâmara do ansiado momento, o vento frio fazia-se anunciar ao trespassar das vestes dos que chegavam à boleia do tímido sorriso. Era a hora descida à sala lá do fundo, aquela reservada aos eventos 'vintage' na intimidade dos amigos.
O frio esse já se havia escapado perante o calor que emanava dos gestos desprendidos. Acontecia comunhão na simplicidade da partilha, que acendia o brilho nos olhares cúmplices e fazia brotar a ousadia aos pés da palavra, às mãos da poesia! Anunciava-se a partida, mas não a despedida, pois essa jamais acontecerá, após a tatuagem marcada deste dia.

As palavras são vãs para exprimir a emoção do final de tarde do dia 7 de Novembro, fica o meu sincero obrigado a todos os que contribuíram para o brilho deste dia.




5 comentários:

Lurdes disse...

Não estive lá em corpo, mas acredita que o estive em pensamento...
Pelo que vejo nas fotos, quase que consigo adivinhar o turbilhão de emoções que te assaltou o sentir!
A sala estava cheia e o teu sorriso iluminado não deixa nenhuma dúvida quanto à alegria que sentias naquele momento tão teu.

Muitas felicidades e que este seja o começo de um novo caminho na passadeira do sucesso!

Beijo

impulsos disse...

Aquela Lurdes ali, é também a Cleo e a impulsos que já conheces de outros lados...

jose ilidio torres disse...

Foi um prazer estar contigo. Sucesso para a tua escrita.

pastor disse...

a cerca ainda está aberta...

Vanda Paz disse...

Pena tive eu de não fazer parte desse teu momento maravilhoso, quem sabe noutro lado, num outro momento.

Beijo e sucesso